O que você precisa saber ao comprar seu primeiro kit de slackline

Tenho visto na internet, entre pessoas que desejam iniciar no Slackline, muita dúvida em relação ao tipo de equipamento que deve ser comprado e quanto precisará desembolsar para iniciar os treinos.


Embora o slackline seja um esporte muito simples e dependa de poucos equipamentos para ser praticado com segurança, existem no mercado diversos tipos de kits nacionais e importados, com os mais variados preços, o que muitas vezes confunde quem ainda não tem muito conhecimento sobre a prática do esporte.

Este post tem a intenção de esclarecer pelo menos uma parte destas dúvidas, com intuito de auxiliar os iniciantes no slackline a comprar o equipamento que corresponda às suas expectativas no esporte.

Para comprar um  material de qualidade, que seja adequado à sua necessidade, sem gastos desnecessários é preciso conhecer um pouco sobre os equipamentos e primeiramente é preciso definir qual o seu objetivo na prática de slackline.

Como já foi citado aqui no blog, o esporte possui cinco modalidades e para cada uma delas é necessário um equipamento que atenda as especificações da modalidade e ofereça segurança e desempenho ao atleta.

A modalidade mais popular do slackline até então, e que vem tomando as praças, praias e parques das cidades é o TRICKLINE, nesta modalidade o objetivo do atleta é treinar manobras de equilíbrio dinâmico, ou seja, acrobacias sobre a fita. Nesta modalidade são utilizadas fitas de 50 mm, que devolvem mais energia quando tencionadas e por isso são ideais para realização de TRICKS(manobras).

Também existem diversas fitas de trickline disponíveis no mercado tanto nacionais como importadas.
Quanto às fitas nacionais, há pouca diferença em relação aos materiais da fita, o que varia um pouco é o trançado dos fios, a marca e o preço. As fitas nacionais variam de 160 a 250 reais, e nesta faixa de preço é possível comprar um equipamento de excelente qualidade, e que vai atender perfeitamente as necessidades de um iniciante até o nível intermediário da prática.

Há também as fitas importadas que são produzidas com um material que faz com que a fita tenha um pouco mais de elasticidade, tornando-as ainda mais interessante quando o assunto é acrobacias sobre a fita. Então, tem sido bem comum que atletas ao chegarem a um nível mais elevado na prática procure as fitas importadas. O grande problema é que elas são bem caras e para adquirir uma, será necessário desembolsar entre 400 e 600 reais.


Tanto nas fitas de trickline importadas quanto as nacionais, a fita é tensionada através de um sistema de catraca, que geralmente são incluídas nos kits.

Existem também aqueles que não pretendem praticar grandes acrobacias e saltos mortais na fita. Essas pessoas tem como objetivo aperfeiçoar o seu equilíbrio realizando travessias longas e manobras estáticas, desafiando o seus limites sobre a fita realmente bamba.
Neste caso estamos falando dos praticantes de LONGLINE, neste tipo de modalidade geralmente são utilizadas fitas tubulares de 25 mm. Como no Longline o objetivo é desafiar cada vez distancias maiores, o ideal é que se adquira uma fita com no mínimo 20 metros de distância, caso contrário a fita não terá o balanço que é tão admirado pelos praticantes desta modalidade.

As fitas tubulares por motivos de segurança devem ser preferencialmente ancoradas com sistema de mosquetões.  Estas Fitas e mosquetões são facilmente encontrados em lojas especializadas em artigos para esporte de aventura e materiais para escalada industrial. Esse sistema requer conhecimentos técnicos de escalada e pode ser aprendido facilmente em vídeos, cursos e pessoas que tem este conhecimento.

Mas também é possível encontrar kits completos de fitas tubulares, existem marcas nacionais e importadas no mercado, a principal diferença entre eles é que as importadas produzem fitas chamadas de flat que são mais duras e dão mais estabilidade  na travessia, mas também são bem mais caras.
O preços entre nacionais e importados vão de 180,00 até 400,00 reais. 

O HIGHLINE é a modalidade mais radical do slackline, onde as fitas são ancoradas e travessias são feitas geralmente acima de cinco metros de altura. Highliners atravessam Cannyons, prédios e montanhas em busca de equilíbrio e alto nível de concentração.
Por envolver grandes riscos, esta modalidade só deve ser praticada por atletas experientes e que tenham grande nível de conhecimento de técnicas e equipamentos de segurança utilizados em escaladas.

Os equipamentos de segurança são complexos e muitas vezes dependem das características do próprio local onde será montado.

As melhores dicas que podemos dar a quem pretende atingir este nível do esporte é treinar muito, mas muito mesmo no Longline, e buscar um curso básico de equipamentos de segurança. Você também pode conferir as dicas iradas que o Highliner BrunoMigueis deu em uma entrevista exclusiva ao blog Orangotango.

A quinta modalidade do slackline é o waterline, que nada mais é do que a prática do slackline sobre a água, nesta modalidade os equipamentos utilizados são os mesmos utilizados em outras modalidades dependendo sempre de onde a fita será montada.

Em absolutamente todas as modalidades que utilizarem árvores como pontos de ancoragens é necessário a utilização de protetores de árvore que servem tanto pra preservar a integridade da árvore e da fita. Por isso NUNCA deixa de usar o seu.

É isso aí galera espero que estas dicas tenham clareado um pouco a cabeça da galera. Lembrando sempre que independente de modalidade ou marca de fita o importante é ser feliz e viver slack.

Caso alguém se interesse pelos kits de Trickline A Viva Slack produz seu próprio kit, desenvolvido para oferecer desenvoltura e segurança na prática do esporte. Para conhecer nosso kit basta clicar AQUI.


VIVA SLACK



ll_________\o/_________ll

17 comentários:

  1. uou muito informativo

    ResponderExcluir
  2. boas dicas, é nooi!

    ResponderExcluir
  3. boas informaçoes, mas pelo que vi no mercado livre, a variaçao de preço é um pouco maior, e há kits a partir de 50 reais com garantia e NF. Serao esses kits de qualidade inferior?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez a qualidade nao seja tão inferior assim, mas por ser produtos usados sejam mais baratos :) caso vc nao saiba grande maioria dos produtos do mercado livre sao usados.

      Excluir
  4. informaçoes bem claras isto e importante.

    ResponderExcluir
  5. Legal curti e vou practicar ,

    Obrigado pela esplicaçao bem informativa!

    ResponderExcluir
  6. bom post. Mas mano vc só citou 4 modalidades e não 5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pessoal, sobre esses kits nacionais, alguem pode me indicar uma marca de confiança??

      Responder

      Excluir
  7. Pessoal, sobre esses kits nacionais, alguem pode me indicar uma marca de confiança??

    ResponderExcluir
  8. Comecei me equilibrando em correntes na rua, quando iniciei o slack achei mais fácil.

    ResponderExcluir
  9. Todos os kits do site de vcs estão esgotados. Tem previsão de reposição? Abs

    ResponderExcluir
  10. Vou começar a praticar,quem saber não entro em todas a modalidades, qual é a melhor marca para comprar?
    só tenho essa duvida!
    gentileza de reposnder no marcelofariatudo@hotmail.com

    Grato!

    ResponderExcluir
  11. Massa de mais essas dicas,perfeito

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...